Projeto Político Pedagógico

VER PPC

A região de Garopaba tem inúmeros estudantes de cursos superiores que se
deslocam para outras cidades, como Florianópolis e Tubarão, para realizar uma
graduação. Por outro lado, percebe-se que estudantes concluintes do Ensino Médio
possuem extrema dificuldade em lidar com a língua portuguesa, especialmente quando se
trata da variedade padrão. As carências relativas à interpretação e à produção textual
refletem no curso superior, em que professores queixam-se do déficit de aprendizagem e
estudantes, muitas vezes, evadem por haver uma lacuna entre sua escolaridade anterior
e o curso escolhido.
Por essa razão, a formação em Português para fins acadêmicos dará ao egresso
ferramentas para utilizar a língua de forma mais adequada ao contexto formal. Os
conhecimentos agregados com o curso irão auxiliar os universitários em sua atuação nas
diferentes disciplinas que exigem leitura e escrita, inclusive na monografia e outros
trabalhos acadêmicos.

Competência geral:
O Curso FIC Português para fins acadêmicos tem como foco o desenvolvimento
das habilidades de leitura e escrita em gêneros formais como monografias e outros
trabalhos acadêmicos. O estudante irá analisar textos, buscando compreender os
recursos linguísticos de coesão e coerência textual, podendo fazer uso dos mesmos em
sua produção escrita.
Além disso, o curso visa diferenciar as variedades linguísticas, como forma de
combate ao preconceito linguístico, buscando efetivar a aprendizagem da escrita padrão
como forma de expressão nos meios acadêmicos.

Competências dos egressos:
a) Compreender que o português apresenta variedades linguísticas e que, nos meios
acadêmicos, utiliza-se o padrão culto da língua portuguesa;
b) Ser capaz de compreender, interpretar e discutir textos em língua portuguesa,
especialmente relacionados a sua área profissional;
c) Utilizar recursos de coesão e coerência nas produções escritas para fins acadêmicos.

A metodologia é pautada no currículo integrado compreendendo sequências
didáticas que favoreçam a investigação e a problematização; em que o estudante terá
condições de conviver com as diferentes manifestações de escrita da nossa sociedade,
capacitando-o gradativamente como leitor efetivo dos textos do ensino superior, além da
percepção das múltiplas possibilidades de produção escrita.
As aulas buscam promover situações reais de comunicação e interação com textos
acadêmicos, respeitando o conhecimento prévio do estudante a fim de que adquira
gradativamente novos conhecimentos sobre a escrita padrão. Para tanto, serão realizadas
atividades individuais e em grupos, orientadas pela professora.
Os textos servirão como meio para que se conheçam os recursos expressivos do
idioma e também representará o que se almeja alcançar. Ou seja, as produções escritas
dos alunos serão alvo de análise e constituirão objeto de estudo para o aprendizado da
língua.

Sandra Beatriz Koelling
sandra.koelling@ifsc.edu.br, (48) 9146-9814

A avaliação do processo de ensino-aprendizagem ocorrerá de forma gradual e
contínua. Serão avaliadas as atividades realizadas e o comprometimento do aluno
durante as aulas, considerando seu crescimento e desenvolvimento. As atividades
pedagógicas incluem atividades, produções escritas e provas.
Para cada tipo de avaliação, está previsto a aplicação de notas de 0 (zero) a 10
(dez), lembrando que nota inferior a 6 (seis) implica reprovação, caso o estudante não
consiga elevar seu conceito nos trabalhos de recuperação. Ao final do curso, o aluno será
considerado apto/não apto. Também implica reprovação a presença inferior a 75% das
aulas. Caso o aluno necessite de auxílio e acompanhamento durante o curso, haverá
horário de atendimento previamente agendado com o professor.

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appserver1.srv1inst1 28/01/2020 06:06