Projeto Político Pedagógico

- Selecionar investimentos de renda fixa e renda variável com a melhor rentabilidade dentro de suas
disponibilidades financeiras e perfil como investidor.
- Desenvolver estratégias de investimentos visando o aumento do patrimônio pessoal e/ou da empresa.

O egresso do curso possui um conjunto de habilidades que o torna capaz de selecionar opções de
investimento em suas finanças pessoais ou em microempresas urbanas e rurais.

- Selecionar investimentos de renda fixa e renda variável com a melhor rentabilidade dentro de suas
disponibilidades financeiras e perfil como investidor.
- Desenvolver estratégias de investimentos visando o aumento do patrimônio pessoal e/ou da empresa.

A prática pedagógica do Curso de Formação Continuada Investimentos Financeiros orienta-se
pelo Projeto Pedagógico Institucional (PPI) do IFSC e pela Organização Didática (OD) do Campus
Urupema.
O desenvolvimento do curso ocorrerá com o uso de técnicas e recursos conforme segue:
a) Técnicas:
Encontros presenciais: aula expositiva e dialogada; uso de calculadoras; aulas no laboratório de
informática; trabalhos individuais e em grupos; resolução de listas de exercícios; levantamento e busca
da solução de problemas.
Atividade a distância: utilização da plataforma livre Folha Invest, criada pela Bolsa de Valores de São
Paulo (Bovespa) em parceria com a Folha de São Paulo, que funciona como um simulador do mercado
de ações, com cotações reais. Nessa plataforma, o usuário recebe um determinado montante em
dinheiro, fictício, e deve selecionar e acompanhar suas aplicações ao longo dos pregões da Bovespa,
alterando sua estratégia no momento que decidir. Os alunos do curso de Formação Continuada em
Investimentos Financeiros utilizarão a plataforma durante as últimas 6 (seis) semanas do curso, com 1
hora diária durante os dias úteis, completando 30 (trinta) horas ao final da atividade. O objetivo é que os
alunos distribuam o recurso recebido da maneira que considerarem mais adequada, levando em
consideração os conceitos trabalhados no tópico de mercado de ações nos encontros presenciais.
Durante todo esse período, o professor prestará assistência as dúvidas em relação a operação da
plataforma em seu horário de atendimento paralelo. Ao final das 6 (seis) semanas cada usuário gerará
um relatório no sistema, que será discutido e avaliado junto com os colegas e com o professor do curso.
A utilização da plataforma é gratuita. Caso o aluno não possua um microcomputador com conexão a
internet, o Campus Urupema disponibiliza a utilização do seu Laboratório de Informática em diversos
horários, quando não está sendo utilizado para nenhum outro curso.
b) Recursos: sala de aula; bibliografias; recursos audiovisuais; laboratório de informática; material
impresso.

VER PPC

A avaliação é um instrumento diagnóstico voltado ao crescimento estando a serviço de uma
prática pedagógica para a transformação social localizando necessidades e compreendendo
superações, aspectos atitudinais e culturais do educando.

Sendo assim, neste curso, as avaliações acontecerão através de: avaliação diagnóstica,

processual, formativa, somativa, continuada e diversificada.

Outro fundamento é a continuidade, sendo a avaliação realizada durante todos os momentos
do processo de ensino e aprendizagem, valorizando o crescimento do aluno qualitativa e
quantitativamente. Haverá recuperação paralela de conteúdos e avaliações. A recuperação de estudos
deverá compreender a realização de novas atividades pedagógicas no decorrer do período letivo, que
possam promover a aprendizagem, tendo em vista o desenvolvimento das competências.
A avaliação prima pelo caráter diagnóstico e formativo, consistindo em um conjunto de ações
que permitem recolher dados, visando à análise da constituição das competências por parte do aluno,
previstas no plano de curso. Suas funções primordiais são:
• obter evidências sobre o desenvolvimento do conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes
necessárias à constituição de competências, visando a tomada de decisões sobre o
encaminhamento dos processos de ensino e aprendizagem e/ou a progressão do aluno para o
semestre seguinte;
• analisar a consonância do trabalho pedagógico com as finalidades educativas previstas no
Projeto Pedagógico do Curso.
• estabelecer previamente, por unidade curricular, critérios que permitam visualizar os avanços e
as dificuldades dos alunos na constituição das competências. Os critérios servirão de referência
para o aluno avaliar sua trajetória e para que o professor tenha indicativos que sustentem
tomadas de decisões.
As diferentes avaliações parciais serão registradas pelo professor no diário de classe em
valores fracionados de 0 (zero) a 10 (dez). A decisão do resultado final dependerá da análise do
conjunto de avaliações, suas ponderações e as discussões do conselho de classe final. O resultado da
avaliação final do aluno será registrado por valores inteiros de 0 (zero) a 10 (dez). O resultado mínimo
para aprovação em um componente curricular é 6 (seis).

Ao aluno que comparecer a menos de 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária

estabelecida no PPC para o componente curricular será atribuído o resultado 0 (zero).

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker4-srv2.appdocker4-inst228/11/2020 01:34