Projeto Político Pedagógico

• Possuir visão sistêmica da atividade turística sua organização, funcionamento e impactos;
• Situar o turismo como atividade econômica, social e cultural;
• Definir o produto turístico e quais as condições satisfatórias para comercializá-lo;
• Identificar as atrações turísticas do Brasil;
• Identificar oportunidades, onde a atividade turística poderá ser organizada;
• Planejar e operacionalizar roteiros turísticos.

Organismos turísticos públicos ou privados, agências e operadoras turísticas.

• Possuir visão sistêmica da atividade turística sua organização, funcionamento e impactos;
• Situar o turismo como atividade econômica, social e cultural;
• Definir o produto turístico e quais as condições satisfatórias para comercializá-lo;
• Identificar as atrações turísticas do Brasil;
• Identificar oportunidades, onde a atividade turística poderá ser organizada;
• Planejar e operacionalizar roteiros turísticos.

Visando garantir aos alunos uma base comum de conhecimentos, será iniciado o programa
com a exposição de conceitos a cerca dos temas inclusos em cada unidade curricular. Serão usadas
projeções, leituras orientadas e comentadas pelo professor, exemplos práticos, exercícios e o incentivo
a discussão em grupo, sempre buscando que o aluno fale, dialogue, indague, ouça os colegas e
pronuncia-se sobre o que ouve. Em determinados momento haverá apresentações de trabalhos,
desenvolvidos em equipe, com a aplicação do conhecimento obtido anteriormente.
É importante frisar que este processo de aprendizagem busca desenvolver a iniciativa por parte
do aluno, a aprender agir, desenvolver confiança e exercitar a predisposição ao trabalho.

Ver PPC

A avaliação do processo de ensino e aprendizagem é um instrumento diagnóstico, com
finalidade formativa, voltado ao crescimento que assegure a relação conhecimento x prática. Assim,
realizar-se-á uma comparação dos resultados que forem sendo obtidos, no decorrer do trabalho, com os
objetivos propostos, a fim de constatar o desenvolvimento de habilidades, progressos, dificuldades e
reorientar o trabalho para as correções necessárias.

Serão considerados os seguintes critérios: conhecimentos teóricos e práticos obtidos,
integração ao grupo, desenvolvimento pessoal e postura ética (assiduidade, pontualidade, interesse,
participação, respeito com professores e alunos).
A avaliação prima pelo caráter diagnóstico e formativo, consistindo em um conjunto de ações
que permitem recolher dados, visando à análise da constituição das competências por parte do aluno,
previstas no plano de curso. Suas funções primordiais são:
• Obter evidências sobre o desenvolvimento do conjunto de conhecimentos, habilidades e
atitudes necessárias à constituição de competências, visando a tomada de decisões sobre o
encaminhamento dos processos de ensino e aprendizagem e/ou a progressão do aluno para o semestre
seguinte.
• Analisar a consonância do trabalho pedagógico com as finalidades educativas previstas no
Projeto Pedagógico do Curso.
• Estabelecer previamente, por unidade curricular, critérios que permitam visualizar os avanços e
as dificuldades dos alunos na constituição das competências. Os critérios servirão de referência para o
aluno avaliar sua trajetória e para que o professor tenha indicativos que sustentem tomadas de
decisões.
O registro, para fins de documentos acadêmicos, será efetivado ao final da unidade curricular,
apontando a situação do aluno no que se refere à constituição de competências. Será aprovado na
unidade o aluno que tiver nota 6 e obtiver frequência igual ou superior a setenta e cinco por cento do
total de horas letivas previstas no módulo.

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker5-srv1.appdocker5-inst125/11/2020 08:20