Projeto Político Pedagógico

– Compreender as peculiaridades que envolvem o processo de envelhecer nos seus diferentes aspectos – Entender o processo saúde-doença da pessoa idosa e seus determinantes e condicionantes – Desenvolver ações que busquem a proteção social e promoção da saúde, a prevenção de doenças e o monitoramento das situações que oferecem risco à saúde da pessoa idosa, visando a melhoria de sua qualidade de vida – Atentar para os direitos e deveres do idoso perante a Legislação bem como noções sobre políticas e programas direcionados ao idoso. – Compreender o cuidado como parte integrante do dia a dia de todo ser humano, e como ausência de cuidados podem gerar declínios importantes na saúde do idoso.

– Domiciliar – Instituições de Longa Permanência (ILPI) – Acompanhamento em situações de internações de saúde – Atuação em associações, conselhos, núcleos e/ou grupos de apoio

– Compreender as peculiaridades que envolvem o processo de envelhecer nos seus diferentes aspectos – Entender o processo saúde-doença da pessoa idosa e seus determinantes e condicionante.

– Desenvolver ações que busquem a proteção social e promoção da saúde, a prevenção de doenças e o monitoramento das situações que oferecem risco à saúde da pessoa idosa, visando a melhoria de sua qualidade de vida.

– Atentar para os direitos e deveres do idoso perante a Legislação bem como noções sobre políticas e programas direcionados ao idoso.

– Compreender o cuidado como parte integrante do dia a dia de todo ser humano, e como ausência de cuidados podem gerar declínios importantes na saúde do idoso.

A Formação Inicial em Cuidador de Idoso será desenvolvida por meio de 3 Unidades Curriculares que serão ministradas ao longo de 1 semestre letivo sendo suas atividades 3 vezes na semana (terças, quartas e quintas) das 19:00 até 22:00 horas. Cada Unidade Curricular será desenvolvida por um pequeno grupo de docentes capazes de orientar os estudantes na construção das competências elencadas. Os planos de aula e de ensino trarão a metodologia e a avaliação determinadas e firmadas com a turma sendo ministrada de forma integrada entre os professores, garantindo metodologia que favoreça um ambiente de aprendizagem próprio para a construção dos conhecimentos, habilidades e atitudes do educando. Ao longo do curso os professores estarão atentos as dificuldades que possam estar presentes no processo de aprendizagem buscando oferecer forma de recuperação e superação de dificuldades no decorrer do curso. As unidades curriculares serão trabalhadas de forma teórico-prática com conteúdos de base, simulação de situações reais e visitas técnicas que visam integrar teoria e prática. Os estudantes deverão ter frequência mínima de 75% em cada Unidade Curricular e ser considerado apto em cada disciplina, seguindo o modelo de avaliação descrito no item anterior.

Juliana Fernandes da Nóbrega

A avaliação compreenderá a participação do estudante frente as atividades propostas como debates, reflexões, trabalhos, provas e relatórios de visitas técnicas. Assiduidade e pontualidade A atitude em relação à conduta com seus colegas, professores e outros profissionais. O processo de recuperação das aprendizagens, assim como o da avaliação, será processual e buscará atingir os discentes que, por ventura, possam ter dificuldades em acompanhar o ritmo proposto. As atividades de recuperação serão, obrigatoriamente, aplicadas ao longo de cada unidade curricular pelos docentes responsáveis, objetivando suprir as necessidades de aprendizagem. O registro e critérios para as avaliações seguirão as diretrizes Regulamento Didático Pedagógico (RDP) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (Resolução nº 41 de 2014).

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker1-srv2.appdocker1-inst222/04/2021 19:39