Projeto Político Pedagógico

Profissional capaz de atuar na organização da cozinha, na seleção e no preparo da matéria-prima, elaboração e organização das produções do cardápio. Executar cortes e métodos de cocção, utilizando as práticas de manipulação de alimentos. Operar e manter equipamentos e maquinários básicos de cozinha. Armazenar diferentes tipos de gêneros alimentícios, controlar estoque, consumo e custos, com responsabilidade profissional, considerando os aspectos higiênicossanitários, socioambiental e históricocultural.
Restaurantes, bares, meios de hospedagem, refeitórios, catering, bufê, cruzeiros marítimos e embarcações (Catálogo de Cursos Técnico/ SETEC, 2014)
O egresso do curso é o cidadão profissional intelectualmente autônomo que utiliza de conhecimentos científicos e tecnológicos para compreender, comunicar e operacionalizar com ética e criticidade as técnicas de produção de alimentos nos diversos setores e serviços de cozinha, considerando os aspectos gastronômicos, higiênico-sanitários e de responsabilidades profissionais, sociais e ambientais. Além disso, o profissional egresso deverá ainda ser capaz de:

Conhecer as formas contemporâneas de linguagem, com vistas ao exercício da cidadania e à preparação básica para o trabalho; Compreender a sociedade, sua gênese e transformação dos fatores que nela intervêm, como produtos da ação humana e do seu papel como agente social; Ler, articular e interpretar símbolos e códigos em diferentes linguagens e representações, estabelecendo estratégias de solução e integrando os conhecimentos das ciências e outros campos do saber

A prática pedagógica do Curso PROEJA orienta-se pelo Projeto Pedagógico
Institucional (PPI), pelo Regimento Didático Pedagógico (RDP) do IFSC, e pelo Projeto
Pedagógico do Curso (PPC). O Campus Florianópolis-Continente/ Florianópolis do IFSC tem desenvolvido uma política de formação permanente para os seus educadores através de um conjunto de incentivos que vão desde o desenvolvimento de projetos de pesquisa, projetos de extensão, cursos de especialização e aperfeiçoamento e incentivo a pós-graduação, visando a qualificação, a integração e o envolvimento desses com a proposta pedagógica da Instituição. A elaboração do currículo por competências implica em ações pedagógicas que possibilitem ao estudante a construção de seu conhecimento. Nessa construção de novos saberes, a escola constitui-se em um espaço onde professores e estudantes são sujeitos de uma
relação crítica, reflexiva e transformadora. Assim, a intervenção pedagógica favorece a
aprendizagem a partir da diversidade, e das características individuais dos estudantes.
As estratégias de ensino adotadas incluem atividades em sala com aulas expositivo-dialogadas, aulas práticas em laboratórios de cozinha, com base no trabalho individual
e coletivo, atividade práticas pedagógicas de extensão, estudos dirigidos,  apresentações, seminários e desenvolvimento de projetos. Também estão previstas visitas técnicas/culturaispedagógicas, estudos de caso, as quais buscam aproximar a discussão teórico-prática da área profissional. O Curso tem como enfoque o trabalho com as questões relacionadas a sustentabilidade em todas as unidades curriculares da área profissional, almejando que o estudante tenha pleno conhecimento dos impactos das suas ações no ambiente o qual está inserido, e portanto, a formação de um profissional cidadão. Como forma de atender a permanência e o êxito, os educandos do curso Técnico em Cozinha - PROEJA terão direito a pleitear: participação na Política de Assistência estudantil do IFSC; o fornecimento gratuito de uniformes; o apoio nas atividades de ambientação profissional e trabalho, além do acompanhamento individual no decorrer da sua trajetória acadêmica no curso. Como descrito anteriormente, o curso Técnico em Cozinha - Proeja representa uma parceria entre os Câmpus Florianópolis e Florianópolis-Continente. Nesse formato, cada Câmpus parceiro terá uma coordenação ou articulação de curso, com a finalidade de gerenciar a organização do ensino (horários de aula, alocação de carga horária docente, designação de professor responsável, etc.) e o registro das informações acadêmicas (diários de classe, lançamento de faltas e conceitos no Sistema Acadêmico, etc.) da parte formativa (profissional ou geral) sob sua responsabilidade. No decorrer do curso deverão ser organizadas reuniões do curso, envolvendo as coordenações, profissionais da área pedagógica e professores envolvidos de ambos os Campus, para planejamento e acompanhamento integrado do curso. Além disso, haverá reuniões de Conselho de Classe com a participação dos estudantes, com o objetivo de alinhar as ações de ensino e aprendizado, bem como levantar apontamentos e melhorias para as práticas pedagógicas.
 Chefe DEPE:
Jane Parisenti, janeparisenti@ifsc.edu.br,(48) 3877-8430.
Contato:
Vilson de França Goes - vilsongoes@ifsc.edu.br
Marcio Ricardo Teixeira Moreira- moreira@ifsc.edu.br
 Nome do Coordenador do curso:
Professor Vilson de França Goes
A avaliação como ato diagnóstico e como processo contínuo tem por objetivo a inclusão, subsidiando ações que viabilizem tanto o domínio técnico como o domínio dos demais aspectos relevantes à formação do cidadão. Serve para indicar avanços e dificuldades na ação educativa, devendo subsidiar a reflexão da prática pedagógica. Entre os princípios considerados pela Instituição, e e m consonância com o Regimento Didático Pedagógico (RDP) do IFSC, a avaliação prima pelo caráter diagnóstico e formativo,devendo ser processual, somativa, continuada e diversificada, consistindo em um conjunto de ações que permitam recolher dados, visando à análise da constituição das competências por parte do aluno, previstas no plano de curso. O processo avaliativo integra o conjunto de conhecimentos e habilidades, conforme descrito nas matrizes curriculares, e de atitudes gerais, conforme descrito:
- Postura ética e crítica em relação aos temas e conteúdos abordados;
- Assiduidade e pontualidade nas aulas;
- Participação nas aulas e empenho nas atividades propostas;
- Iniciativa, disponibilidade, criatividade e organização;
- Trabalhos em grupos, compartilhamento de responsabilidades;
- Respeito às diferenças;
- Respeito à comunidade acadêmica e zelo pelo patrimônio escolar.
Nenhum conteúdo disponível até o momento
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker1-srv2.appdocker1-inst217/04/2021 11:16