Projeto Político Pedagógico

Ver PPC do curso.

Em setores de atendimento ao público: agências de turismo, lojas, restaurantes, bares, entre
outros.

Segundo o “Guia Pronatec de cursos”, espera-se que, ao concluir o curso de Espanhol
Básico, os alunos sejam capazes de compreender e usar expressões familiares e cotidianas, assim
como enunciados muito simples, que visam satisfazer necessidades concretas. Apresentar-se e
apresentar a outros. Fazer perguntas e dar respostas sobre aspectos pessoais como, por exemplo, o
local onde vive, as pessoas que conhece e as coisas que tem. Comunicar-se na língua espanhola de
modo simples, se o interlocutor falar lenta e distintamente e se mostrar cooperante.

O curso Espanhol Básico terá como fundamento teórico a Proposta Curricular de Santa
Catarina (PCSC,1998) e a teoria desenvolvida por Stephen D. Krashen, especialmente no que se
refere à hipótese do input, e privilegiará a abordagem comunicativa no desenvolvimento do curso.
Carioni (In: BOHN; VANDRESEN, 1988) discorre sobre os estudos desenvolvidos por
Stephen D. Krashen em 1982 acerca da aquisição de segunda língua. Para Krashen, conforme a
autora, o input é a forma de exposição à nova língua. Na abordagem do teórico citado, uma das
condições essenciais para a aquisição de língua estrangeira é a “exposição suficiente a input
compreensível, contendo i + 1, isto é, um grau além do nível atual” (CARIONI, in: BOHN;
VANDRESEN,1988 p. 57) . A partir daí se depreende que o estudante de uma língua estrangeira
deva ser exposto, o máximo possível, a input em “múltiplas significações e sentidos” (PCSC, 1998, p. 94)
Ao apresentar as características necessárias para o desenvolvimento de um ótimo input,
Carioni (In: BOHN; VANDRESEN, 1988 p. 64) diz que “o sequenciamento gramatical é indesejável
quando o objetivo é levar o aluno a adquirir a língua”.  
Com base na exposição acima, o FIC Espanhol Básico , desenvolverá seus conteúdos
priorizando textos em língua espanhola de variados gêneros (músicas, diálogos, textos literários,
científicos, informativos, publicitários, entre outros). Portanto, é a partir dos textos que serão
selecionadas as atividades a serem desenvolvidas tais como: compreensão auditiva e leitora,
conversação, itens gramaticais, análise linguística, vocabulário, discussões orais e outras atividades
que auxiliem o êxito do processo. Considerando que a aprendizagem de uma LE em país estrangeiro
ocorre em um ambiente artificial “fica difícil pensar que os alunos possam desenvolver as quatro
habilidades: fala/escuta, leitura/escritura, em profundidade e amplitude que lhes permitam uma
interação efetiva com a outra língua e seus usuários.” (PCSC,1998 p. 101). […] “tendo-o [o texto]
como foco, fazem-se discussões orais sobre a sua compreensão e, portanto, desenvolvemos as
habilidades fala/escuta, leitura/escritura de forma integrada.” (PCSC, 1998, p. 101)
O que se almeja com esta proposta é que os alunos sejam ativos, participantes e sintam-se
motivados a aprender espanhol.

Nome das responsáveis pelo projeto:
Ana Cláudia Burmester
Juliete Alves dos Santos Linkowski

Contatos:
ana.burmester@ifsc.edu.br
juliete.linkowski@ifsc.edu.br
 (47) 3627-4500

A avaliação se dará durante todos os momentos do processo ensino e aprendizagem através
de exercícios práticos realizados durante as aulas para a execução das atividades. Também serão
considerados critérios como: assiduidade, realização das tarefas, participação nas aulas,
colaboração e cooperação com colegas e professor. A recuperação de estudos deverá compreender
a realização de novas atividades pedagógicas no decorrer do período letivo, que possam promover a
aprendizagem, tendo em vista o desenvolvimento das competências.

Um conjunto de atitudes será considerado na avaliação do desempenhos dos alunos:
•Agir com postura ética;
•Envolver-se na solução de problemas;
•Trabalhar em equipe (interagir com o grupo, contribuir e trocar experiências);
•Cumprir as tarefas solicitadas, respeitando os prazos;
•Ser assíduo nas atividades propostas;
•Ser pontual nas atividades propostas.

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker5-srv2.appdocker5-inst2 03/06/2020 07:03