Projeto Político Pedagógico

O egresso do curso estará apto a operacionalizar as atividades básicas dos setores de recepção, reservas e governança, recebendo, atendendo e ficando a disposição para satisfazer as necessidades e desejos dos clientes/hóspedes de forma ética e responsável. 

O egresso do curso estará apto a operacionalizar as atividades básicas dos setores de recepção, reservas e governança, recebendo, atendendo e ficando a disposição para satisfazer as necessidades e desejos dos clientes/hóspedes de forma ética e responsável. 

O Egresso do Curso de Formação Continuada Operações Básicas de Hospedagem será capaz de:  - Conhecer os elementos que compõem a rede da hospitalidade e aspectos que devem ser considerados para a relação hóspede x anfitrião;  - Realizar os procedimentos operacionais de atendimento ao hóspede na reserva, chegada, permanência e saída do meio de hospedagem;  - Organizar e executar operações de limpeza e arrumação nas unidades habitacionais e áreas comuns (áreas de serviço, áreas sociais) e demais dependências de um empreendimento de hospedagem;  - Utilizar produtos, equipamentos e utensílios próprios para a higienização e limpeza das unidades habitacionais, áreas comuns e enxoval;  - Cumprir as tarefas de acordo com o regulamento interno de cada meio de hospedagem de forma ética;  - Realizar inventários e preencher formulários de controle e livro de ocorrências;   - Comunicar-se com desenvoltura e cordialidade, considerando as relações com a equipe de trabalho diretamente ligada as atividades da governança, demais funcionários e hóspedes;  - Promover os princípios da responsabilidade ambiental e sustentabilidade à prática operacional do setor de governança afim de minimizar os impactos negativos sobre o ambiente. 

Ver PPC

Chefe DEPE: Andre Moraes

Email: andre.moraes@ifsc.edu.br

(48)3254-7325

A avaliação será baseada nas competências, considerando o aluno como um todo, seu crescimento e desenvolvimento durante o curso. Para tanto, não serão utilizados métodos somativos, mas sim uma avaliação diagnóstica e formativa, que se preocupará com o estágio inicial de conhecimentos do aluno, seu desenvolvimento durante o percurso, sua percepção quanto ao seu próprio “caminhar”. As atividades avaliativas serão diversificadas envolvendo exercícios individuais e em grupo; atividades práticas; avaliações conceituais escritas e/ou orais. Além das competências técnicas, serão analisadas as seguintes atitudes dos alunos: Assiduidade e pontualidade às aulas; Postura e respeito ao próximo; Cumprimento das tarefas solicitadas, respeitando os prazos; Contribuição para as aulas com interesse, iniciativa e empenho. O registro, para fins de documentos acadêmicos, será efetivado ao final de cada unidade curricular, apontando a situação do aluno no que se refere à constituição de competências. Para tanto, utilizar-se-á nomenclatura: A - (Apto): quando o aluno tiver obtido as competências, com conceitos E, P ou S e frequência mínima de 75%; NA - (Não Apto): quando o aluno não tiver obtido as competências, ou seja, conceito I ou frequência inferior a 75%

A recuperação de estudos deverá compreender a realização de novas atividades no decorrer do período do próprio curso que promovam a aprendizagem, tendo em vista o desenvolvimento das competências. Ao final dos estudos de recuperação, o aluno será submetido à avaliação, cujo resultado será registrado pelo professor.

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker2-srv2.appdocker2-inst212/08/2020 06:50