Projeto Político Pedagógico

Ver PPC

Escolas, comércio local, associações, empresas, entre outros.

O Aluno do Curso de Libras Intermediário deverá estar apto a se comunicar em Libras em
situações básicas de comunicação (cumprimentos, informações cadastrais e localização), reconhecer
e diferenciar a estrutura linguística da libras e fazer uso de suas propriedades visuais. Estará apto
também a compreender as diferenças culturais e linguísticas existentes dentro da própria
comunidade surda.

Ver PPC

Ver PPC

A avaliação será realizada a cada encontro deixando a disposição dos integrantes do grupo um
momento para que possam realizar o feedback, expondo seus sentimentos sobre as atividades
propostas. A Avaliação será continuada e processual, observando a participação, apropriação e
aplicação dos conceitos apresentados e conhecimentos vivenciados. Para realizar a avaliação serão
utilizados vários instrumentos, tais como: observação diária dos alunos pelos professores; trabalhos
de pesquisa, individual ou coletiva; trabalhos práticos; resolução de atividades propostas,
seminários, avaliações de produção em libras. Quando o curso for semipresencial, além dos
instrumentos já citados, serão utilizados também: participação no ambiente virtual de
aprendizagem, por meio de fóruns de discussão, atividades postadas, chats e outros que a prática
pedagógica indicar.
Os registros das avaliações serão feitos de acordo com a nomenclatura que segue, conforme
Organização Didática:
(I) – Insuficiente: ao aluno que não atingir os parâmetros mínimos estabelecidos para a
construção da competência;
(S) – Suficiente: ao aluno que atingir os parâmetros mínimos estabelecidos para a construção da
competência;
(P) – Proficiente: ao aluno que superar os parâmetros mínimos estabelecidos para a construção
da competência;
(E) – Excelente: ao aluno que ultrapassar as expectativas quanto à construção da competência.
Serão considerados conceitos de aprovação: Excelente (E), Proficiente (P) e Suficiente (S).
Será considerado conceito de reprovação: Insuficiente (I).
O registro, para fins de documentos acadêmicos, será efetivado ao final de cada unidade
curricular, apontando a situação do aluno no que se refere à constituição das competências. Para
tanto, utilizar-se-á nomenclatura:
A - (Apto): quando o aluno tiver obtido as competências;
NA - (Não Apto): quando o aluno não tiver obtido as competências.
A recuperação de estudos deverá compreender a realização de novas atividades pedagógicas
no decorrer do período do próprio curso, que possam promover a aprendizagem, tendo em vista o
desenvolvimento das competências. Durante os estudos de recuperação o aluno será submetido à
avaliações, cujo resultado será registrado pelo professor.
A frequência mínima obrigatória para aprovação deverá ser igual a 75% (setenta e cinco por
cento).

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker2-srv1.appdocker2-inst116/08/2022 23:22