Projeto Político Pedagógico

1. Desenvolver produtos comercializáveis a partir de suas habilidades manuais
2. Utilizar ferramentas tecnológicas para otimizar a produção e qualificar o produto
3. Agregar valor ao produto e ampliar a comercialização

Empreendimentos de Economia Solidária, feiras de economia solidária, atuação como profissional
autônoma, cooperativas, associações, feiras e eventos.

1. Desenvolver produtos comercializáveis a partir de suas habilidades manuais
2. Utilizar ferramentas tecnológicas para otimizar a produção e qualificar o produto
3. Agregar valor ao produto e ampliar a comercialização

A metodologia do trabalho deve dar conta, principalmente, da permanência e êxito do
aluno, do perfil do egresso e da utilização eficaz dos recursos do projeto. As unidades curriculares
são interdisciplinares e devem ser trabalhadas de fomra transdisciplinar, desenvolvidas de acordo
com a condição de instrução e a problemática do público envolvido, deve-se considerar a
singularidade do público feminino. O fazer pedagógico se dá através do enfoque teórico-prático
com atividades em sala de aula realizadas com base em aulas expositivo dialogadas, estudos
dirigidos, apresentações, oficinas, rodas de conversa, círculos de cultura, minicursos. Visitas
técnicas/pedagógicas, práticas laboratoriais, levantamento de problemas e dinâmicas de
resolução de problemas complementam o processo.
Trabalhar de forma interdisciplinar e de acordo com a condição de instrução e a
problemática do público envolvido, sintonizando com as demandas reais e de cada turma, que tem
especificidade própria, levando em conta suas características e particularidades. Fazer uso da
oralidade, vivências corporais(cinestésicas). Proporcionar eventos lúdicos e momentos festivos,
de solidariedade e de confraternização. Considerar desde espaços não formais de educação, a
aula inaugural, a formatura e feiras de economia solidária como espaços propositivos de formas
de geração de renda e de estímulo ao associativismo, com elaboração de produtos de extensão.
Fortalecer o grupo social específico (população carcerária, dependentes químicas,
associações, cooperativas, idosos, carentes, etc), a busca ativa, o acolhimento, a equipe
multidisciplinar. Fazer uso do design e identidade visual e fomento a fundos solidários para uso
dos recursos de forma autogestionada de acordo com concepções associativo pedagógica.

Ver PPC

A avaliação do curso, de forma geral, assume um caráter formativo e sintonizado com as
demandas de cada turma especifica, levando em conta suas características e particularidades. A
avaliação será baseada nas competências, considerando o aluno como um todo, seu crescimento
e desenvolvimento durante o decurso. Para tanto, não serão utilizados métodos somativos, mas
sim uma avaliação diagnóstica e formativa, que se preocupara com o estágio inicial de
conhecimentos do aluno, seu desenvolvimento durante o percurso, sua percepção quanto ao seu
próprio “caminhar”.
As avaliações serão compostas por:
· Atividades individuais e em grupo;
· Atividades práticas.
Além das competências técnicas, serão analisadas as seguintes atitudes dos alunos:

· Frequência de 75% nas atividades;
· Assiduidade e pontualidade a aulas;
· Postura e respeito ao próximo;
· Cumprir as tarefas solicitadas, respeitando os prazos;
· Contribuir para as aulas com interesse, iniciativa e empenho.

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker3-srv1.appdocker3-inst106/07/2022 10:44