Projeto Político Pedagógico

Ser capaz de planejar e executar serviços gerais de instalação e manutenção elétrica de residências e organizações comerciais realizando atividades de substituição, reparos e instalação de peças, componentes e equipamentos elétricos, respeitando às normas básicas de segurança do trabalho.

O egresso do curso de Eletricista Predial de Baixa Tensão poderá atuar na área da construção civil, em prestadoras de serviços, empresas terceirizadas e também em ambientes residenciais, realizando atividades de execução, manutenção e reparação de instalações elétricas prediais de baixa tensão, de acordo com projetos e em conformidade com normas técnicas, regulamentadoras, ambientais e de segurança vigentes, selecionando, manuseando, instalando e operando equipamentos, componentes e instrumentos.

  • Conhecer e aplicar as normas de segurança do trabalho;
  • Identificar e descrever os fenômenos, princípios envolvidos e funcionamento de circuitos e dispositivos elétricos;
  • Calcular, analisar e dimensionar grandezas elétricas de circuitos, dispositivos e equipamentos elétricos;
  • Realizar uma instalação elétrica predial observando os padrões, normas técnicas e legislação pertinente.

Por se tratar de um curso de curta duração e que exige pouca escolaridade dos cursistas, as aulas serão teóricas, expositivas e dialogadas, intercaladas por aulas práticas em laboratório.

Margarida Hahn

Contato:  (49) 33254149 / (49) 88492106 jpontes@ifsc.edu.br

Conforme - REGULAMENTO DIDÁTICO-PEDAGÓGICO – RDP – 11/2014 Art. 41.

O resultado da avaliação final será registrado por valores inteiros de 0 (zero) a 10 (dez).

§ 1º O resultado mínimo para aprovação em um componente curricular é 6 (seis).

§ 2º Ao aluno que comparecer a menos de 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária estabelecida no PPC para o componente curricular será atribuído o resultado 0 (zero).

§ 3º O registro de cada componente curricular será realizado pelo professor no diário de classe na forma de valores inteiros de 1 (um) a 10 (dez).

Os educandos serão avaliados em todos os tempos educativos, onde será considerado:

a) Participação;

b) Assiduidade e Pontualidade;

c) Iniciativa;

d) Desenvolvimento de habilidades técnicas e organizativas;

e) Desenvolvimento do conhecimento historicamente acumulado.

Salienta-se que além dos aspectos descritos relacionados à avaliação, devem-se levar em conta as múltiplas dimensões que envolvem esse processo, ou seja, ela ainda pode ser:

Diagnóstica: considera o desenvolvimento do aluno no processo de ensino e aprendizagem;

Processual: reconhecendo que a aprendizagem acontece em diferentes tempos, por processos singulares e particulares do sujeito;

Formativa: na medida em que o sujeito tem consciência da atividade que desenvolve.

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker1-srv1.appdocker1-inst105/08/2020 19:11