Projeto Político Pedagógico

Forma o cidadão profissional apto a
preparar, confeccionar e acondicionar
diversos tipos de salgados tradicionais e finos, levando em consideração as normas e
procedimentos técnicos de higiene e manipulação de alimentos, qualidade, saúde,
segurança e preservação ambiental.
O egresso poderá trabalhar em restaurantes, cozinhas industriais, lanchonetes, cantinas, hotéis,
empresa de eventos, padarias, confeitarias e demais estabelecimentos manipuladores de alimentos. Estes
estabelecimentos são pontos chave para o desenvolvimento do turismo na região, visto que o consumo de
alimentos é muito grande pelos turistas que exigem alimentos de excelente qualidade. Além disso, o
consumo de alimentação fora de casa pela população em geral aumenta gradativamente sendo necessários
a qualificação dos trabalhadores ativos assim como suprir a demanda por mais trabalhadores qualificados.
Com relação às pesquisas de demanda de trabalhadores para o eixo tecnológico Hospitalidade e
Lazer, vale ressaltar: segundo a Organização Mundial de Turismo (OMT), o Turismo é considerado o
terceiro setor mais lucrativo da economia mundial. Dos US$ 3,4 trilhões gerados anualmente em todo o
mundo, US$ 850 bilhões são oriundos do turismo de eventos que cresce a uma taxa anual de 30%, gerando
demanda de guiamento, hospedagem, alimentação e transporte. Numa projeção sobre o turismo global, até
o ano de 2020, a OMT estudou dados compilados de 85 países, incluindo o Brasil, e revela que o número
de viajantes ao exterior deve saltar de 563 milhões (apurados em 1995) para 1,6 bilhões em 2020. A fatia da
população mundial viajando ao exterior subirá para 7% em 2020.
- Utilizar as matérias primas considerando as características específicas de cada uma;
- Utilizar utensílios e equipamentos do setor;
- Dominar as técnicas de produtos panificáveis;
- Operacionalizar a elaboração de salgados tradicionais e finos com higiene e sanidade,
atendendo à legislação sanitária vigente.
-
Identificar e aplicar na produção de alimentos práticas que minimizam os impactos ambientais
negativos da atividade.
-
Analisar as relações sociedade-trabalho a partir dos diversos modos de produzir e organizar da
experiência humana no tempo;- Compreender criticamente as relações de trabalho no contexto da gastronomia.

Conforme PPC.

Jane Parisenti - janeparisenti@ifsc.edu.br

Neste curso, as avaliações acontecerão baseadas nos seguintes princípios:
A avaliação será diagnóstica, processual, formativa, somativa, continuada e
diversificada. Serão considerados critérios como: assiduidade, realização das
tarefas, participação nas aulas, avaliação escrita individual, trabalhos em duplas,
colaboração e cooperação com colegas e professores;
A avaliação se dará durante todos os momentos do processo ensino e
aprendizagem, valorizando o crescimento do aluno qualitativa e
quantitativamente. Haverá recuperação paralela de conteúdos e avaliações. A
recuperação de estudos deverá compreender a realização de novas atividades
pedagógicas no decorrer do período letivo, que possam promover a
aprendizagem, tendo em vista o desenvolvimento das competências.
De acordo com a OD da Campus Florianópolis-Continente, a avaliação...(Consultar PPC na íntegra)
Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker3-srv1.appdocker3-inst118/09/2020 20:53