Projeto Político Pedagógico

 Competências gerais:
• Conhecer os principais tipos de agricultura agroecológicas, com maior enfoque na agricultura orgânica.
• Atuar no cultivo de espécies vegetais seguindo os princípios da agricultura orgânica.

O egresso do curso é o profissional capaz de atuar na produção e comercialização de produtos (in natura)
agroecológicos no meio rural e urbano, aplicando técnicas que minimizem os impactos sociais e ambientais.

 Competências gerais: 
• Conhecer os principais tipos de agricultura agroecológicas, com maior enfoque na agricultura orgânica.
• Atuar no cultivo de espécies vegetais seguindo os princípios da agricultura orgânica.

A Proposta Pedagógica do Curso FIC em Produção de Alimentos Orgânicos tem por objetivo
a construção de uma aprendizagem associada às realidades locais, situando o estudante nas
questões ambientais, sociais e econômicas vividas pela população rural da região. Ela visa a inter-
relação do ensino com a pesquisa e a extensão em cada unidade curricular oferecida. É uma formação
que prepara o estudante para atuarem com autonomia no manejo e redesenho de Agroecossistemas em
direção ao desenvolvimento sustentável, capacitando profissionais com formação ecológica,
agronômica, gerencial e humana.
As unidades curriculares foram organizadas em dois eixos temáticos a partir de áreas do
conhecimento que têm como finalidade estruturar o processo ensino-aprendizagem respeitando os
diversos meios de apropriação, contextualização e produção de saberes, além de envolver a
formação para pesquisa científica e para extensão.
Estes eixos são:
• Princípios básicos em agroecologia
• Sistemas de produção orgânica
O desenvolvimento pedagógico do curso foi estruturado em quatro módulos indissociáveis
prevendo a presença dos dois eixos temáticos em cada um, possibilitando o aproveitamento contínuo
e articulado dos estudos.
A metodologia que permeia as unidades curriculares do curso é pautada na premissa dainterdisciplinaridade, o que fica evidenciado nas relações que são estabelecidas entre as diversas
unidades curriculares. Por exemplo, por meio das atividades desenvolvidas na área experimental, os
alunos demonstrarão e aplicarão suas habilidades, ou seja, vivenciarão situações do cotidiano,
agregando o conhecimento das unidades curriculares envolvidas. Acrescenta-se a isso as questões
relativas à ética e à responsabilidade social que são relevantes no desenvolvimento de projetos na
Agroecologia.
De uma forma genérica, a metodologia adotada pelos docentes inclui atividades como:
a) Ensino teórico: Aulas expositivas dialogadas, nas quais as bases tecnológicas podem ser abordadas em
nível básico, avançado ou aprofundado, consoante à natureza do tema ou localização curricular. Elas
poderão utilizar equipamento de apoio audiovisual e poderão ocorrer a partir da discussão em
grupo. É possível incluir trabalhos complementares.
b) Ensino prático: desenvolvimento de atividades que aproximem o aluno da realidade agrícola nacional e
regional e das dimensões da agricultura orgânica, propiciando oportunidades para que os estudantes
apliquem métodos e técnicas construídas durante o curso e desenvolvam capacidade de reflexão-crítica
sobre a realidade em que estão inseridos.

Fernando Domingo Zinger
(49) 3221-4247;

e-mail: fernando.zinger@ifsc.edu.br

Neste curso, as avaliações acontecerão através de:
• O processo de avaliação da aprendizagem é parte integrante do processo de ensino. A avaliação do
processo ensino e aprendizagem será realizada de forma contínua e em cada unidade curricular. Ao
estudante será assegurado o direito de ser avaliado individualmente pelo menos duas vezes para cada
unidade curricular. O docente poderá lançar mão de diversos instrumentos avaliativos como: exame
escrito, apresentação de trabalhos, exame oral, relatório de atividades práticas, atitudes,
entre outros que julgar necessário, para uma melhor tomada de decisão.
Os critérios de avaliação preestabelecidos serão compartilhados entre as partes envolvidas no
processo, sendo claramente expostos aos estudantes: o que garante transparência e honestidade à
prática avaliativa. Estes critérios permitirão a percepção dos avanços e das dificuldades dos
estudantes na construção das competências, além de servirem de referência para o estudante avaliar sua
trajetória ao longo da unidade curricular.
O conceito final da unidade curricular se dará da seguinte maneira:
Conceito Aprovado – Quando se destacar em termos de conhecimentos, habilidades e atitudes e a
média final será igual ou maior que 60% (6,0);

Conceito Reprovado – Quando não atender ao mínimo em termos de conhecimentos, habilidades
e atitudes, o que significa que a média final será menor que 60% (6,0).
Para efeito de recuperação de cada unidade curricular, o estudante terá direito a um instrumento de
reavaliação por unidade curricular na qual será atribuído notas. Sendo que a frequência mínima de 75% é
obrigatória à reavaliação do estudante que obtiver conceito abaixo do esperado.
A avaliação final do módulo será feita em reunião especifica, com a presença de todos os
professores que trabalharam nas unidades curriculares que compõem o modulo, devendo o resultado
ser expresso, individualmente, da seguinte forma:
O estudante será considerado APTO no curso “FIC em Agricultor Orgânico” se obtiver nota
maior ou igual a 6,0 e frequência superior a 75% em todas as unidades curriculares

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker1-srv1.appdocker1-inst128/09/2020 18:48