Projeto Político Pedagógico

Embora não esteja relacionado diretamente à atuação profissional do egresso, o curso oferecido
busca contribuir com a aprovação em exames de proficiência de língua inglesa e indiretamente propiciará
oportunidades de atuação acadêmica e profissional em contextos escritos de língua inglesa.

O egresso é capaz de: realizar o exame de proficiência em Língua Inglesa com segurança e
preparo para um desempenho satisfatório; adaptar-se a contextos acadêmicos e profissionais que exigem
competências comunicativas específicas; mobilizar habilidades e competências para leitura em inglês de
textos relacionados à área de atuação técnica e social; construir e compreender estruturas linguísticas
necessárias à eficiente comunicação escrita; consolidar e ampliar vocabulário, estruturas gramaticais e
estratégias necessárias para o bom aproveitamento no teste de proficiência e, possivelmente, em outros
testes exigidos por instituições brasileiras e estrangeiras.

O egresso do curso de Formação Continuada Preparatório para o Teste de Proficiência em Inglês
do Mestrado Profissional em Viticultura e Enologia deverá estar apto a realizar o exame de proficiência de
forma segura, garantindo competência comunicativa escrita em língua inglesa a fim de interagir em situações acadêmicas e profissionais específicas, em nível intermediário.

A metodologia adotada leva em conta o modelo pedagógico do IFSC, que tem como base
epistemológica a perspectiva construtivista, na qual: a base metodológica é o processo dialógico entre o
sujeito da aprendizagem e os saberes socialmente construídos; a base pedagógica tem o docente como
mediador do processo de ensino e aprendizagem; a base tecnológica indica as TICs como ferramentas
pedagógicas, auxiliares no processo de ensino e aprendizagem. As atividades teóricas e práticas serão
desenvolvidas considerando o conhecimento prévio dos alunos, suas vivências e experiências relativas à
Língua Inglesa e as áreas da Viticultura e da Enologia, assim como as estruturas linguísticas e
competências exigidas em um teste de proficiência para mestrado. A realização deste curso FIC prevê 2
h/semanais de aulas à distância, podendo ser de foma síncrona e assíncrona. A interação entre professor e
alunos ocorrerá pela plataforma Moodle e pelo SIGAA para postagem de materiais, trocas de informações,
esclarecimentos de dúvidas, entre outros. O plano de ensino, organizado pelo(a) professor(a) norteará as
atividades letivas (ensino, aprendizagem e avaliação; prazos e objetivos esperados) sendo disponibilizado
no início do curso no AVEA. Fóruns e chats no ambiente virtual são as principais ferramentas de interação

entre professores-estudantes.

Raquel Franciscatti dos Reis

A avaliação é um instrumento diagnóstico voltado ao crescimento, estando a serviço de uma
prática pedagógica para a transformação social, localizando necessidades e compreendendo superações,
aspectos atitudinais e culturais do educando. Neste curso, será realizada a avaliação diagnóstica por meio
do ambiente virtual de aprendizagem, para identificar o conhecimento prévio dos discentes, no início do
curso. Continuamente, durante o curso, será realizada avaliação por meio da aplicação de atividades
teóricas. Haverá recuperação paralela de conteúdos e avaliações. A recuperação de estudos deverá
compreender a realização de novas atividades pedagógicas no decorrer do curso, que possam promover a
aprendizagem, como a realização de questionários e trabalhos a distância, bem como a execução de
glossários, mapas conceituais e fóruns.
A avaliação prima pelo caráter diagnóstico e formativo, consistindo em um conjunto de ações que
permitem recolher dados, visando atender aos objetivos da unidade curricular. Suas funções primordiais
são: obter evidências sobre o desenvolvimento do conjunto de conteúdos necessários para atender aos
objetivos do curso, visando a tomada de decisão sobre a continuidade no avanço no conteúdo da unidade
curricular e analisar a consonância do trabalho pedagógico com as finalidades educativas previstas no PPC.
A avaliação será registrada pelo professor no diário de classe em valores inteiros de 0 (zero) a 10
(dez). A decisão do resultado final dependerá da análise do conjunto de avaliações e suas ponderações. O
resultado mínimo para aprovação em um componente curricular é 6 (seis).

Ao aluno que deixar de acessar e realizar as atividades a menos de 75% (setenta e cinco por
cento) da carga horária estabelecida no PPC para o componente curricular será atribuído o resultado 0
(zero). A mensuração da frequência será por meio do acesso ao moodle, realização das tarefas propostas,
bem como pela participação nas atividades síncronas.

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker5-srv1.appdocker5-inst104/03/2024 22:48