Projeto Político Pedagógico

profissionais graduados em qualquer área de atuação
As constantes mudanças no panorama educacional são influenciadas pela oferta e
emprego das tecnologias. É notória a mudança no perfil social que passa a ser digital
no desenvolvimento de administração, produção, serviços e educação. Tais
transformações refletem na atuação da sociedade educacional, foco da nossa área de
trabalho. Esta realidade se salienta com a publicação do Portal Educação que já em
2010 constava que: [...] as evoluções tecnológicas contribuem para grandes mudanças em áreas sóciopolítico,
educacional, cultural e econômico. A comunicação proporciona uma velocidade
no processo de tomada de decisões das pessoas resultando em inúmeras formas de agir
e de pensar. Não existem mais barreiras geográficas, o espaço e o tempo são elementos
que parecem não interferir na relação entre pessoas, culturas, religiões. A forma de
pensar das pessoas dos dias de hoje se tornou muito mais dinâmico do que há 25 anos
(NICODEMOS, 2010, p.1).
Observa-se, com isso, que se torna inviável ignorar os avanços tecnológicos, a cultura
digital e participativa, uma vez que todos estamos implicados neste contexto. Existe a
necessidade da cultura digital e participativa, fortalecendo a organização dos serviços e
inovando no processo educativo e participando em todas as áreas de instituições
educativas. Conforme cita Schenini (2015, p. 1): “Um dos principais benefícios da
cultura digital na escola é a possibilidade do estudante estar em rede, participar de
comunidades de aprendizagem e não ficar isolado, restrito à sala de aula”.
Seguindo esta nova configuração exigida no contexto escolar moderno, surgem
exigências de competências para os profissionais que atuam na educação profissional.
A Revista Brasileira de Educação Profissional e Tecnológica - SETEC - MEC (2008),
vem apontando que a carência de pessoal qualificado tem se constituído num dos
pontos críticos mais importantes que estrangulam a expansão da educação profissional
no país. Em busca de novas formações e capacitações para atuação dos centros
educativos, segundo a mesma revista:
[...] ampliam-se processos educativos e investigativos de geração e adaptação de
soluções técnicas e tecnológicas de fundamental importância para o desenvolvimento
nacional e o atendimento de demandas sociais e regionais, o que requer o provimento
de quadros de formadores com padrões de qualificação adequados à atual
complexidade do mundo do trabalho (SETEC, 2008, p.7).
Diante do exposto, o curso de Especialização em Tecnologias para Educação
Profissional vem para atender a demanda de formar profissionais, oferecendo a
perspectiva de experimentar novas ferramentas, avaliar se os recursos digitais
utilizados são assertivos e efetivos para o público-alvo, e ainda, promover a
socialização e compartilhamento de novos conhecimentos. O desafio está em trabalhar
na quebra de barreiras para o uso de tecnologias em diferentes esferas, seja na sala de
aula ou nas construções institucionais colaborativas e de gerenciamento.
Tal necessidade se aplica aos perfis de docentes, pedagogos e demais cargos técnicos
administrativos. Além da apropriação de uso de tecnologias é fundamental conseguir
promover mudanças de atitudes, em que se mude o modo de enxergar, interpretar e
relacionar com a sociedade e com novos conhecimentos, com a facilitação do uso de
tecnologias.
A finalidade deste curso, dentro e fora do Instituto Federal de Santa Catarina, é galgar passos em direção à inovação, tendo a Educação a Distância como aliada, com suas
características de desenvolvimento e experiências exitosas, oferecendo aos
interessados diversas práticas para ação de educadores, gestores e técnicos quanto ao
uso de tecnologias. Destaca-se que a oferta foi pensada para ser estendida a diferentes
públicos, de modo a favorecer a prática de utilização de tecnologias de informação e
comunicação no contexto da educação profissional, com foco nos diferentes
profissionais que podem atuar dentro de uma instituição educacional.
Este projeto pedagógico é uma proposta formativa concebida coletivamente a partir de
técnicas de design thinking. Ele foi desenvolvido a partir da combinação de fontes de
pesquisa diversas e da realização de cocriações com os públicos estratégicos. A
metodologia, bem como a matriz curricular e toda a organização deste Projeto
Pedagógico de Curso foi construída com base em consultas públicas e através do uso
de diferentes técnicas metodológicas adaptadas para este fim. Todo o desenvolvimento
deste trabalho está descrito com detalhes no item 9 deste PPC. Tal método propiciou a
construção centrada nas demandas do potencial aluno e de todos os outros envolvidos
nessa formação. Para além disso, também foram consideradas a legislação vigente e
as resoluções institucionais, tanto em relação a cursos de especialização quanto a
oferta na modalidade a distância. A partir disso, fundamenta-se e descreve-se a
proposta a seguir.
Com o objetivo potencializar o uso das tecnologias com foco na educação profissional.
Xanxerê - SC | São Lourenço do Oeste - SC | Caçador - SC | Garopaba - SC | São Miguel do Oeste - SC | Itajaí - SC | Gaspar - SC | São Carlos - SC | Tubarão - SC | Urupema - SC | Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker4-srv1.appdocker4-inst110/04/2021 16:16