Projeto Político Pedagógico

Controla processos industriais e laboratoriais. Controla a qualidade de matérias-primas, insumos e produtos. Realiza amostragens, análises químicas, físico-químicas e microbiológicas. Desenvolve produtos e processos. Compra e estoca matérias-primas, insumos e produtos.

O profissional Técnico em Análises Químicas atua no planejamento, coordenação, operação e controle dos processos industriais. Planeja e coordena os processos laboratoriais, realiza amostragens, análises químicas, físico-químicas e microbiológicas. Participa do desenvolvimento de produtos e validação de métodos. Atento à responsabilidade ambiental, domina normas técnicas, de boas práticas de manufatura e de segurança.
Quanto aos segmentos produtivos de atuação o profissional Técnico em Análises Químicas pode atuar em indústrias químicas. Laboratórios de controle de qualidade, de certificação de produtos químicos, alimentícios e afins. Laboratórios de ensino, de pesquisa e de desenvolvimento em indústrias ou empresas químicas. Empresas de consultoria, de assistência técnica, de comercialização de produtos químicos, farmoquímicos e farmacêuticos. Estações de tratamento de águas e efluentes.

No que se refere às competências para a formação do Técnico em Análises Químicas,
busca-se as seguintes:
a) Utilizar e realizar a manutenção de vidrarias, instrumentos e equipamentos de laboratórios;
b) Preparar soluções de reagentes químicos e materiais biológicos;
c) Tratar, reutilizar e descartar corretamente resíduos de laboratório;
d) Operacionalizar e executar técnicas de análises químicas, físico-químicas, microbiológicas e
histológicas, químico-biológicas e análises clínicas;
e) Programar, coordenar, processar e interpretar dados analíticos e operacionais, visando a
padronização e controle de qualidade;
f) Elaborar pareceres, laudos, instrumentos de avaliação e relatórios no âmbito de suas
atribuições legais;
g) Elaborar e interpretar trabalhos técnico-científicos;
h) Empreendeer no âmbito laboratorial e industrial.

A organização curricular do campus Lages está fundamentada na concepção por competências, a qual implica em ações pedagógicas que possibilita ao aluno a construção de seu conhecimento. Nessa construção de novos saberes, a escola constitui-se em um espaço onde professores e alunos são sujeitos de uma relação crítica e criadora, onde as unidades curriculares conversam entre si, buscando sintonizar as diferentes áreas do conhecimento e enriquecendo a prática pedagógica. Assim, a intervenção pedagógica favorece a aprendizagem a partir da
diversidade, não a partir das características e dificuldades do aluno. O fazer pedagógico se dá por meio de atividades em sala de aula com aulas teóricas expositivo-dialogadas, estudos dirigidos, apresentações, seminários e desenvolvimento de projetos. Visitas técnicas/culturais pedagógicas, práticas laboratoriais, levantamento de problemas e busca de soluções no entorno da Instituição são atividades extraclasse, que complementam e dinamizam o processo. Dessa forma, a comunidade externa torna-se o espaço privilegiado em que a escola deve
se inserir para articular os saberes. A articulação entre os múltiplos saberes angariados durante o curso, se dará nas unidades curriculares de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) I e II, propostas para os módulos III e IV, respectivamente. Pela natureza multidisciplinar em que são formadas as competências do curso, o
desenvolvimento do Trabalho de Conclusão de Curso ocorrerá com o a escolha, escrita, execução
e apresentação dos resultados finais de um projeto de pesquisa versando sobre temas correlatos
às áreas de formação do Técnico em Análises Químicas. Desse modo, o TCC I enfocará aspectos metodológicos da pesquisa, enquanto que as questões práticas e de aplicabilidade dos resultados serão abordadas na unidade curricular TCC II.

Michael Ramos Nunes - michael.nunes@ifsc.edu.br

O curso deverá obedecer as regulamentações vigentes. Quanto à avaliação da aprendizagem, o RDP preconiza que:
“Para a expressão dos resultados da avaliação, deverão ser registrados no diário de classe em valores inteiros de 0 a 10 e devolvidas aos alunos, no prazo máximo de 15 (quinze) dias letivos após sua aplicação. O valor final mínimo para aprovação em um componente curricular é 6 e assiduidade mínima no componente curricular de 75%.”

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker2-srv2.appdocker2-inst218/04/2021 23:36