Projeto Político Pedagógico

O   egresso   do   Curso   de   Formação   Continuada   em   Tolerância   Dimensional   possuirá
qualificação   profissional   numa   importante   área   da   Metrologia,   frequentemente   necessária   no controle   de   qualidade   de   peças   ou   componentes   fabricados   no   setor   metalmecânico.   Estes conhecimentos serão complementares àqueles conhecimentos prévios dos egressos que já atuam neste setor.

Este profissional poderá atuar em algumas áreas do setor metalmecânico, tais como:
dimensionamento e controle de qualidade na produção de peças metálicas ou em empresas que
prestam serviços laboratoriais de controle de qualidade de peças; além de ser um este um
conhecimento auxiliar em outras áreas, por exemplo, na usinagem convencional.

Competências profissionais gerais:
• Avaliar os fundamentos do processo de fabricação de peças quanto à tolerância dimensional.

Competências profissionais específicas:
• Compreender o conceito da intercambialidade de peças fabricadas no setor metalmecânico;
• Saber os fundamentos de tolerância dimensional e ajustes;
• Interpretar o sistema de tolerância e ajustes ABNT/ISO e realizar cálculos fundamentais para
tabelas nos sistemas furo-base e eixo-base.

A   metodologia   de   avaliação   inicialmente   primará   pelo   caráter   diagnóstico,   formativo   e
emancipador, que consiste num conjunto de ações para uma análise do perfil desejado para o egresso.
A avaliação progressiva do aluno será realizada pelo professor, por meio de atividades de avaliação
individuais (ou em grupo) dentro da carga horária da unidade curricular.

Jean Senise Pimenta
jean.pimenta@ifsc.edu.br

As atividades de avaliação abordarão os saberes técnicos, compreendendo a  realização de
avaliações   práticas   (provas   ou   listas   de   exercícios,   individuais   ou   em   grupo).   E   também   pelas competências   comportamentais,   abrangendo   critérios   de   autonomia,   responsabilidade,   zelo   pelo material e equipamentos do campus e o bom relacionamento interpessoal do aluno.
O professor atribuirá uma nota de desempenho ao aluno de 0 (zero) a 10 (dez) para cada
atividade realizada. Esta nota poderá ser fracionada nas avaliações intermediárias, segundo critérios
do professor e atendendo às especificidades da unidade curricular. Porém, no resultado final será
conferido   ao   aluno   uma   nota   inteira   de   0   (zero)   a   10   (dez),  conforme   Regulamento   Didático Pedagógico do IFSC. Será considerado Apto na unidade curricular, o aluno que obtiver conceito final igual ou maior que 6, e também uma frequência igual ou superior a 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária prevista, conforme legislação. A nota 0 (zero) será atribuída para o estudante que obtiver frequência inferior a 75% na unidade curricular.  A recuperação paralela e continuada dos estudos compreenderá a realização de atividades individuais com os resultados registrados pelo professor no decorrer do curso.

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker2-srv1.appdocker2-inst109/08/2020 23:33