Projeto Político Pedagógico

O presente projeto se justifica por permitir melhores condições de acesso ao trabalho e à
geração de emprego e renda, assim como promover o uso da informática como ferramenta de
suporte ao trabalho nos mais variados tipos de estabelecimentos. A modalidade de curso
Formação Inicial e Continuada – FIC – mostra-se como um caminho concreto para tornar o
potencial trabalhador apto a executar habilidades práticas específicas ou qualificar o trabalhador
que já atua na área e que desenvolveu habilidades para o exercício profissional de maneira
empírica, a partir de experiência própria, e por meio de tentativa e erro. Assim, considera-se para
essa oferta, não só a solicitação da comunidade, mas também a competência da Instituição,
conforme legislação abaixo.
 
A Lei N
o
11.892 de 29 de dezembro de 2008, que institui a Rede Federal de Educação
Profissional, Científica e Tecnológica, criando o Instituto Federal de Educação, Ciência e
Tecnologia de Santa Catarina, preconiza em suas linhas gerais:
Art. 2o Os Institutos Federais são instituições de educação superior, básica e
profissional, pluricurriculares e multicampi, especializados na oferta de educação
profissional e tecnológica nas diferentes modalidades de ensino, com base na
conjugação de conhecimentos técnicos e tecnológicos com as suas práticas
pedagógicas, nos termos desta Lei.
Com relação às Finalidades e Características dos Institutos Federais, é mencionado no
Art.6°:
I - ofertar educação profissional e tecnológica, em todos os seus níveis e
modalidades, formando e qualificando cidadãos com vistas na atuação
profissional nos diversos setores da economia, com ênfase no desenvolvimento
socioeconômico local, regional e nacional;
...
IV - orientar sua oferta formativa em benefício da consolidação e fortalecimento
dos arranjos produtivos, sociais e culturais locais, identificados com base no
mapeamento das potencialidades de desenvolvimento socioeconômico e cultural
no âmbito de atuação do Instituto Federal.
Ainda, com relação aos Objetivos dos Institutos Federais, no Art.7º:
II - ministrar cursos de formação inicial e continuada de trabalhadores,
objetivando a capacitação, o aperfeiçoamento, a especialização e a atualização
de profissionais, em todos os níveis de escolaridade, nas áreas da educação
profissional e tecnológica.
Visando atender ao objetivo exposto, é importante que os Institutos Federais conheçam as
características das comunidades onde estão inseridos, com o intuito de ofertar cursos que
possibilitem a qualificação dos profissionais e potencializem o setor produtivo local.
O curso de Informática II - Ferramentas para Escritório é essencial para a formação
complementar de todos aqueles que buscam se atualizar ao mercado de trabalho, buscando
qualificar profissionais para o uso dos recursos de informática em suas tarefas do cotidiano. Após
o curso, o egresso estará qualificado a qualquer função que necessite de conhecimentos em
ferramentas de informática para escritório como editores de texto, planilhas eletrônicas e editores
de apresentação.
O egresso poderá atuar em estabelecimentos comerciais, escritórios, propriedades rurais e
outros estabelecimentos que utilizam computadores para planejar, desenvolver e controlar suas
atividades.
O egresso é o profissional capaz de utilizar o computador na edição de textos sofisticados,
na construção de planilhas, assim como no desenvolvimento de slides e apresentações, de forma
a auxiliá-lo em suas atividades profissionais diárias.
A prática pedagógica do Curso de Formação Inicial e Continuada
Informática II – Ferramentas
de Escritório
orienta-se orienta-se pelo Regulamento Didático Pedagógico do IFSC. A elaboração do
currículo por competências implica em ações pedagógicas que possibilitem ao aluno a construção de
seu conhecimento. Nessa construção de novos saberes, a escola constitui-se em um espaço onde
professores e alunos são sujeitos de uma relação crítica e criadora. Assim, a intervenção pedagógica
favorece a aprendizagem a partir da diversidade, não a partir das características e dificuldades do
aluno.
As estratégias de ensino adotadas incluem atividades no laboratório de informática com aulas
expositivo-dialogadas, estudos dirigidos, trabalhos em grupo, seminários, levantamento de problemas
e busca de soluções no contexto da área de trabalho.
Wilson Castello Branco Neto
12 Contatos:
E-mail:
wilson.castello@ifsc.edu.br
Telefone: (49) 3236-3113
A avaliação é um instrumento diagnóstico voltado ao crescimento estando a serviço de
uma prática pedagógica para a transformação social localizando necessidades e compreendendo
superações, aspectos atitudinais e culturais do educando.
Sendo assim, neste curso, as avaliações acontecerão através de: avaliação diagnóstica,
processual, formativa, somativa, continuada e diversificada.
Outro fundamento é a continuidade, sendo a avaliação realizada durante todos os
momentos do processo de ensino e aprendizagem, valorizando o crescimento do aluno qualitativa
e quantitativamente. Haverá recuperação paralela de conteúdos e avaliações. A recuperação de
estudos deverá compreender a realização de novas atividades pedagógicas no decorrer do
período letivo, que possam promover a aprendizagem, tendo em vista o desenvolvimento das
competências.
A avaliação prima pelo caráter
diagnóstico e formativo
,
consistindo em um conjunto de
ações que permitem recolher dados, visando à análise da constituição das competências por parte
do aluno, previstas no plano de curso. Suas funções primordiais são:
obter evidências sobre o desenvolvimento do conjunto de conhecimentos, habilidades e
atitudes necessárias à constituição de competências, visando a tomada de decisões sobre
o encaminhamento dos processos de ensino e aprendizagem e/ou a progressão do aluno
para o semestre seguinte;
analisar a consonância do trabalho pedagógico com as finalidades educativas previstas no
Projeto Pedagógico do Curso.
estabelecer previamente, por unidade curricular, critérios que permitam visualizar os
avanços e as dificuldades dos alunos na constituição das competências. Os critérios
servirão de referência para o aluno avaliar sua trajetória e para que o professor tenha

indicativos que sustentem tomadas de decisões

Baixar Arquivo
SIGAA | DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - (48) 3877-9000 | © IFSC | appdocker2-srv1.appdocker2-inst101/12/2020 05:35